O que comer depois da balada? | Curta Balada
Curta Balada
O que comer depois da balada?
O que comer depois da balada?

Voltar da balada e dar uma recarregada de estômago parece ser obrigatório. E na verdade, para aqueles que saíram às 23h00 e voltam somente às 05h00 da manhã, sem ter comido nada, realmente é. Quando digo nada, estou me referindo a nada de alimento, é claro. Álcool, apesar de ter muitas calorias, mais precisamente 7,1 Kcal por grama (muito mais do que carboidratos, que contém só 4 Kcal por grama) não conta.

Hidratação é importante, beba água. Alimentos crus e calóricos devem ser evitados. Opte por uma sopa de legumes, pão integral com queijo leve Imaginem 6 horas de jejum. No dia-a-dia isso é suficiente para hipoglicemia com direito à fraqueza, tonturas e talvez até desmaios. Agora, imaginem gastando uma megaenergia, dançando a noite toda? Comer é obrigatório.

Mas não vale qualquer coisa. Aquele velho costume paulistano de passar numa barraca de cachorro quente está fora de cogitação. Se todos ficassem no pão + salsicha ainda daria para relevar. Mas ninguém resiste a molhos, batata palha e/ou purê…e o lanchinho pós-balada pode se transformar numa bomba calórica sem limites. Isso porque estou levando em consideração que você consumiria seu hot dog num lugar limpo, o que dispensa todo o discurso sobre questões higiênico-sanitárias do alimento em questão.

Sushis também não são legais. Apesar de serem uma opção super-saudável, o alimento cru é de difícil digestão. Idem para saladas.

Comer na rua

Comer na rua, antes de chegar em casa é muito bom. A digestibilidade começa quando você ainda está alerta, e não se sente mal em ir dormir com a barriga cheia. Mas comer em casa pode ser mais light e saudável. Até agora só falei do que não deveríamos comer. Vamos lá para as sugestões que farão você se sentir bem no dia seguinte.

Em primeiro lugar, temos que lembrar que baladas são quentes, em lugares lotados e costuma-se dançar muito. Ou seja, equivalem a uma atividade física intensa. Pensando dessa forma, podemos nos apropriar das recomendações de quem acaba de fazer uma aula aeróbica, não é? Uma aula prolongada, ou seja, as recomendações ganham muito mais força.

Hidratação

Bom, calor nos lembra suor e, realmente, em baladas suamos muito. Então nada melhor do que começar pela hidratação. Beba bastante água e quem sabe até uma água de coco, para hidratar mais rapidamente. Um suco também pode ser uma boa sugestão. Se for comer frutas, prefira aquelas com bastante água.

Se fizemos muita atividade física, então gastamos muita energia, não é? Tente comer algum pão, principalmente o integral. Grande fonte energética, o pão com um queijo mais leve pode ser uma ótima opção. Entenda-se por queijo leve uma ricota ou cottage. O queijo branco pode ser às vezes um pouco pesado para esta hora. Mas depende da tolerância de cada um. Se para você está OK, vá em frente!

Uma sopa também pode ser uma boa opção. Mas fuja da sopa de feijão, lentilha, ervilha e outras leguminosas. São muito calóricas e sua digestão pode ser difícil. Prefira aquelas de legumes, que satisfazem porém conferindo uma sensação de leveza no estômago.

Um leite morno também é muito aconchegante (sem café, é claro, para não ficar “ligada”). Puro, salpicado com canela ou mesmo misturado com achocolatado, o leite dá aquela sensação de conforto, e a gente dorme muito gostoso.

Mas atenção. O lanche da madrugada é um lanche, e deve ser tratado como tal. Nada de refeições fartas ao chegar em casa. Grandes refeições prejudicam o sono além de engordar muito. Se você não consegue se controlar ao voltar, tente comer alguma coisa durante a balada. Leve na bolsa uma barra de cereais ou peça um suco sem álcool. Comer de três em três horas sempre foi a melhor solução para não se passar mal, não ter compulsões alimentares e ajudar nosso organismo a trabalhar direito.

Siga as instruções e boa balada!

Curta Balada
Quer anunciar em nosso website? mande e-mail para: contato@curtabalada.com.br