Curta Balada
Morte de Raul Seixas completa 30 anos
Morte de Raul Seixas completa 30 anos

O cantor e compositor Raul Seixas morreu há exatos 30 anos, sozinho, dentro do apartamento onde morava em São Paulo. Mas jamais caiu no esquecimento. Desde então, a frente do Edifício Aliança, na Rua Frei Caneca, região central da cidade, se tornou um ponto turístico que atrai fãs do músico, considerado o ‘pai do rock nacional’.
O corpo do baiano Raul Santos Seixas foi encontrado pela empregada dele, na manhã do dia 21 de agosto de 1989, dentro do quarto, no décimo andar do prédio que ele alugava.
Raul tinha 44 anos de idade. Estava deitado sobre a cama. Usava um pijama listrado. Segundo os médicos, foi vítima de parada cardíaca decorrente de doenças como pancreatite aguda, alcoolismo e diabetes.
O músico havia deixado de tomar insulina na noite anterior, quando chegou bêbado na porta do prédio. Teve de ser carregado pelo porteiro até o apartamento 1003.
Três décadas após a morte do artista, o porteiro e o edifício estão no roteiro de visitação dos ‘raulseixistas’, como se autodefinem àqueles que idolatram Raul. Muitos vão até o Aliança exibindo tatuagens do ídolo ou usando roupas, coturnos, boinas, coletes e óculos escuros alusivos ao cantor.

‘Maluco beleza’
Sorte do ‘maluco beleza’ Leonardo Mirio, de 42 anos, que visitou o apartamento que era de Raul quando ele ainda estava vazio à espera de um inquilino. Além de fotografar a residência, o segurança ainda conseguiu tirar foto ao lado do ‘famoso’ porteiro.
“Eu já entrei dentro do apartamento do Raul, levei uma galera comigo. Todo mundo quer tirar foto porque ali foi a última morada do nosso mestre”, enaltece Leonardo, também autor de uma trilogia sobre o cantor: ‘Raul Nosso De Cada Dia’; ‘Raul Seixas E O Eco De Suas Palavras’; e ‘Raul Seixas – Jamais Me Revelarei’.
“O Edifício Aliança virou um ponto de peregrinação. As pessoas vão lá tirar foto na frente do edifício. Como se fosse realmente um marco porque Raul morreu naquele lugar. E aquilo ficou famoso por conta disso”, conta Tiago Bittencourt, jornalista e escritor do livro ‘O Raul Que Me Contaram’.

https://www.youtube.com/watch?v=KobmJoCKKjY

fonte:G1

Curta Balada
Quer anunciar em nosso website? mande e-mail para: contato@curtabalada.com.br