Curta Balada
Lemmy Kilmister, vocalista do Motörhead, morre aos 70 anos
Lemmy Kilmister, vocalista do Motörhead, morre aos 70 anos

Lemmy Kilmister, vocalista e baixista da banda de heavy metal Motörhead, morreu nesta segunda-feira (28), aos 70 anos, completados no último dia 24 de dezembro. Segundo o perfil oficial da banda no Facebook, o músico inglês estava em casa com a família, em Los Angeles, e enfrentava uma “curta batalha contra um câncer agressivo”, descoberto no último dia 26.

“Nós vamos falar mais nos próximos dias, mas por enquanto, por favor, toque Motörhead alto, toque Hawkwind [banda anterior de Lemmy] alto, toque alto a música de Lemmy. Beba um drink ou mais. Compartilhe histórias. Celebre a vida que esse homem amável e maravilhoso celebrou de modo tão vibrante. Era exatamente o que ele queria”, diz o texto publicado na página da banda no Facebook.

A notícia da morte também foi comentada por Ozzy Osbourne em sua página no Twitter. “Perdi um dos meus melhores amigos, Lemmy, hoje”, escreveu o líder do Black Sabbath. “Ele era um guerreiro e uma lenda. Eu te encontrarei no outro lado”.

Para Andreas Kisser, guitarrista do Sepultura, Lemmy se transformou em um mito do rock e superou ídolos como Jimi Hendrix e Bon Scott, primeiro vocalista do AC/DC. “Lemmy foi tudo para a minha geração e até antes. Ele viveu a vida do rock n’ roll e praticamente morreu no palco, fazendo turnê. É um grande exemplo”, disse o músico, por telefone, ao UOL.

Problemas de saúde

Lemmy –nome artístico de Ian Fraiser Kilmister– vinha passando por problemas de saúde desde 2013. Além de diabetes e gastrite, ele também estava usando um marcapasso. “Eu tive de cortar o cigarro e a bebida”, disse o músico à revista “Kerrang”. “Tenho certeza de que vou morrer na estrada, de uma forma ou de outra”, dizia.

Em abril deste ano, o Motörhead chegou a cancelar sua participação no festival Monsters of Rock, em São Paulo, momentos antes de acontecer o show, por causa dos problemas gástricos de Lemmy. Na ocasião, ele passou mal com febre, problemas gástricos, desidratação e fraqueza. Lemmy foi submetido a exames e inicialmente medicado, mas teve que cancelar a apresentação por ordens médicas.

Lemmy nasceu em 24 de dezembro de 1945 em Stoke-on-Trent, na Inglaterra, e começou a tocar o baixo e a se interessar pela música nos anos 1960. Em meados dos anos 1970, ele fundou o Motörhead, que se transformaria em uma referência do heavy metal com o power trio formado por Lemmy no baixo e voz, Eddie Clarke nas guitarras e Phil Taylor na bateria, que morreu há dois meses, aos 61 anos.

O Motörhead estreou em 1977 com um álbum homônimo, mas foram discos como “Overkill” (1979) e “Ace of Spades” (1980) que levaram a banda a se tornar um dos ícones e uma das maiores influências do rock pesado em todo o mundo. O grupo teve várias formações em suas quase quatro décadas de atividade, mas sempre com Lemmy à frente, facilmente reconhecível pelas costeletas, as pintas no rosto e seu inseparável chapéu preto, além de sua inconfundível voz rouca.

A banda lançou 22 álbuns de estúdio e vendeu mais de 30 milhões de discos em todo o planeta. O último deles, “Bad Magic”, saiu em agosto deste ano. A previsão era de que eles continuassem a turnê até o final de janeiro.

Fonte: UOL

Curta Balada
Quer anunciar em nosso website? mande e-mail para: contato@curtabalada.com.br