Curta Balada
‘Domingo de manhã’ é música mais tocada nas rádios do Brasil em 2014
‘Domingo de manhã’ é música mais tocada nas rádios do Brasil em 2014

“Domingo de manhã”, com Marcos & Belutti, foi a música mais tocada nas rádios do Brasil em 2014, segundo relatório da empresa de monitoramento Crowley (clique para ver a letra e ouvir a música). A faixa da dupla paulista superou “Cê topa”, de Luan Santana (2º) e “Os 10 mandamentos do amor”, de Eduardo Costa (3º). O levantamento foi feito do dia 1º de janeiro até 28 de novembro. Veja o top 10 das rádios do Brasil em 2014 no final do texto.

Dupla hesitou em gravar
“Domingo de manhã” foi composta pelo baiano Bruno Caliman. São dele hits sertanejos como “Camaro amarelo” (Munhoz & Mariano) e “Te esperando” (Luan Santana). “Em ‘Domingo de manhã’, quis uma letra que a pessoa pudesse falar naturalmente por telefone, algo intimista. Na versão que mandei voz e violão para os meninos conhecerem, até simulo uma voz de sono”, conta Bruno.
Na música sobre o namorado que “perturba” a amada logo cedo ao telefone, o objetivo era desligar os clichês. “É uma canção de amor sem o verbo amar”, ressalta Bruno. Os versos excêntricos que citam “módulo lunar” e “hotel mil estrelas em Dubai” não agradaram de cara. “Tomamos um susto”, diz Marcos. “Pensei: ‘Será que as pessoas vão cantar?’ Tinha medo dessas partes diferentes”. Quem os convenceu foi Sorocaba, cantor e empresário de Marcos & Belutti. “Essa música vai ser um divisor de águas na vida de vocês”, profetizou Sorocaba.
Trabalho duro até ‘Domingo’
Tanto o autor da música quanto os intérpretes trabalharam duro antes do alento no “Domingo de manhã”. Bruno Caliman, 38, nasceu em Itamaraju, cidade baiana aos pés do Monte Pascoal. Ele começou a ganhar a vida viajando para vender jingles a lojas no interior. “Eu ia de cidade em cidade com o violão. Chegava em mercados, farmácias, fazia os jingles e mostrava para o gerente. Se gostassem, eu gravava uma fita cassete e me davam R$ 50 ou R$ 100”, lembra. Aos poucos conheceu figuras do sertanejo como Sorocaba e virou parceiro.
“Desde 2007, todo ano eu coloco uma música entre as 10 mais. ‘Beber, cair, levantar’, ‘Locutor’, ‘Sogrão caprichou’. ‘Camaro amarelo’, ‘Fiorino’. Mas acho que a que mais vai me render é ‘Domingo de manhã’. Tenho uma vida confortável, mas não fico rico como os intérpretes”, diz Bruno, sem revelar valores. Com as composições, cria os três filhos. A esposa, com quem é casado há 16 anos, foi inspiração de “Domingo de manhã”. “Fiz numa sexta-feira, véspera do aniversário dela”, diz.
Leonardo Prado, 31, tem nome artístico Marcos, por conta do homônimo sertanejo mais famoso. Assim como seu hit, a carreira surgiu de uma ligação telefônica. “Aos 15, minha namorada me ligou e disse que estava grávida. Desmaiei”, lembra. “Precisava de dinheiro. Deu o estalo de ser cantor profissional”. Hoje, o casal tem três filhos. “A primeira me fez cantar; a segunda veio antes da dupla. Sabia que com o terceiro, ia estourar de vez.” A estranha teoria funcionou. Ele nasceu e uma semana depois gravaram “Domingo de manhã”.
Já Bruno Belucci, 33, passou ainda mais dificuldades, conta o companheiro. “Os pais ficaram desempregados e chegava ao ponto de não ter comida, abrir a geladeira e só ter água. Logo antes da dupla, ele chegou a pegar a mãe e o pai morando numa perua. Ele morava de favor na casa de parentes. Quando formamos a dupla [em 2007] eles estavam começando a se reestruturar. Hoje está tranquilo e consegue ajudá-los”, conta Marcos.
A pegação acabou
O êxito de “Domingo de manhã” consolida uma virada: se há três anos a onda sertaneja era “balada” e caso fugaz, o que cola agora é amor duradouro. “Passamos pelo ‘sertanejo pegação’. Estouramos algumas músicas, mas sem a repercussão de agora. Na nossa frente estavam com esse estilo [da ‘pegação’]. 95% de Marcos & Belutti é romantismo. Tivemos fé em Deus e paciência. Como dupla romântica, saber que a música sertaneja está absorvendo essa vertente dá um conforto”, diz Marcos.
“Teve uma febre de músicas que falavam do relacionamento rápido. Ninguém esperava um minuto: se me quiser, bom; se não, tchau. Aí chegou o Luan Santana com “Te esperando” [um dos hits de 2013] dizendo o contrário, que esperaria a vida inteira”, diz Bruno, creditando sua composição para Luan como ponto de virada para o romance. “Mas também fiz parte do outro lado com ‘Fiorino’, ‘Camaro amarelo’. Aquele momento foi importante para o sertanejo se expandir, chegar a locais de badalação. Mas hoje a chave virou”, analisa.
“Acho que a cantada ficou repetitiva. Começou a se usar a mesma história. E o romantismo sempre foi o sonho de qualquer cantor, pois ele o eterniza”, acrescenta Bruno.

As dez músicas mais tocadas nas rádios do Brasil em 2014
1 – “Domingo de manhã” – Marcos & Belutti – Veja letra e clipe
2 – “Cê topa” – Luan Santana – Veja letra e clipe
3 – “Os 10 mandamentos do amor” – Eduardo Costa – Veja letra e clipe
4 – “O tempo não apaga” – Victor & Leo – Veja letra e clipe
5 – “Mozão” – Lucas Lucco – Veja letra e clipe
6 – “Vou te amarrar na minha cama” – Bruno & Marrone – Veja letra e clipe
7 – “Flores em vida” – Zezé di Camargo & Luciano – Veja letra e clipe
8 – “Tudo com você” – Victor & Leo – Veja letra e clipe
9 – “Guerra fria” – Sorriso Maroto com Jorge & Mateus – Veja letra e clipe
10 – “Happy” – Pharrell Williams – Veja letra e clipe

 

Vi no G1

Curta Balada
Quer anunciar em nosso website? mande e-mail para: contato@curtabalada.com.br